Operação da Polícia Federal pode levar Edivaldo à CPI da Covid

Senador Alessandro Vieira (Cidadania-PE) apresentou requerimento – que será votado nesta quarta-feira, 26 – para que o ex-prefeito de São Luís dê explicações sobre desvios de recursos para a pandemia investigados durante sua gestão

Investigação contra Lula Fylho pode levar Edivaldo Júnior a ter que se explicar à CPI da COVID-19 do Senado Federal

O ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (sem partido) pode ter que dar explicações a CPI da CoVID-19, do Senado Federal.

A comissão vota nesta quarta-feria, 26, Requerimento do senador pernambucano Alessandro Vieira (Cidadania) pedindo a convocação de Edivaldo e outros 11 prefeitos e ex-prefeitos que foram alvos de operação da Polícia Federal durante a pandemia.

A informação foi dada em primeira mão, nesta terça-feira, 25, pelo blog do Gilberto Léda.

Edivaldo teve a gestão como alvo da PF no dia 9 de junho doa no passado, quando agentes fizeram busca e apreensão em endereços ligados ao então secretário de Saúde, Lula Fylho, acusado de superfaturamento na compra de insumos e equipamentos para o combate à CoVID-19.

O escândalo repercutiu nacionalmente à época, o que levou à exoneração de Lula Fylho.

Requerimento com a convocação de Edivaldo Júnior à CPI da COVID-19, que deve ser votado nesta quarta-feira, 26

Mesmo depois da gestão, já em janeiro, a Polícia Federal promoveu novas buscas, desta vez na casa e no escritório de Lula Fylho, apreendendo, inclusive, dinheiro vivo.

Edivaldo nunca tratou do assunto, nem publicamente, nem entre aliados.

Agora, pode ter que dar explicações em âmbito nacional…

Fonte: Marco Aurélio D’eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *