Maranhão recebe novas doses de vacinas da Pfizer e AstraZeneca

O Maranhão recebeu novas doses de vacinas para reforçar a campanha de combate à Covid-19. As 36.270 novas doses de Pfizer e 144.500 doses de AstraZeneca foram encaminhadas à Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (CEADI-MA) da Secretaria de Estado da Saúde (SES), onde serão separadas para a distribuição aos municípios.

“Temos agilizado a organização das vacinas que chegam semanalmente para envio imediato aos municípios maranhenses. Dessa forma, honramos com o nosso compromisso de entregar os imunizantes em segurança, para que a vacinação da população seja realizada o mais rápido possível”, conta o secretário adjunto de Articulação Institucional da SES, Tiago Fernandes.

As vacinas da Pfizer são armazenadas em ultrafreezers, aparelhos que garantem a conservação adequada da vacina e podem chegar a temperatura de -86°. A remessa é destinada a primeira dose de pessoas entre 50 e 54 anos, pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente, além da aplicação da segunda dose.

Já as 144.500 doses de AstraZeneca, chegam para a primeira dose de pessoas entre 50 e 54 anos e continuação do esquema vacinal, com a aplicação da segunda dose. A imunização pode acontecer também de acordo com o andamento da vacinação nos municípios.

As remessas desta quarta-feira (21) somam-se às 97 mil doses que chegaram nesta terça-feira (20), sendo 36.400 de AstraZeneca e 60.600 de CoronaVac. Até a sexta-feira (23), o Governo terá concluído a distribuição dos imunizantes que chegaram nesta semana.

Com a nova remessa, o Maranhão já recebeu 4.681.400 doses de vacinas, sendo 1.385.540 doses da CoronaVac, 2.714.250 doses da AstraZeneca, 471.510 doses da Pfizer e 110.100 doses da Janssen.

Nova remessa de vacinas contra a Covid-19 chega ao Maranhão

Chegaram ao Maranhão, nessa terça-feira (20), novas doses de vacinas contra a Covid-19. São 97 mil, sendo 36.400 de AstraZeneca e 60.600 de CoronaVac, que irão reforçar a campanha de vacinação contra a doença no estado. Assim que chegaram em solo maranhense, os imunizantes foram encaminhados para a Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi-MA), onde serão separados para a distribuição aos municípios.

“As vacinas serão levadas aos municípios ainda nesta semana. A logística adotada pelo Governo do Estado tem permitido que os imunizantes sejam rapidamente entregues para que possam ser, o quanto antes, usados para proteger a população”, disse o secretário adjunto de Articulação Institucional da SES, Tiago Fernandes.

As vacinas chegam para dar continuidade à imunização das pessoas de 50 a 54 anos, ou das faixas etárias definidas pelos municípios, conforme avanço da vacinação. A distribuição de vacinas aos municípios para a continuidade da campanha será realizada ao longo desta semana, com início nesta quarta-feira (21).

A distribuição continua contando com a parceria da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), que realiza o transporte das vacinas com auxílio de um helicóptero do Centro Tático Aéreo (CTA), e garante a segurança do trajeto. Para o transporte, também são utilizados um avião e vans refrigeradas.

Com a nova remessa, o Maranhão já recebeu 4.500.630 doses de vacinas, sendo 1.385.540 doses da CoronaVac, 2.569.750 doses da AstraZeneca, 435.240 doses da Pfizer e 110.100 doses da Janssen. Há ainda, para esta quarta-feira (21), a previsão de chegada de 144.500 novas doses de vacinas AstraZeneca e 36.270 doses de Pfizer. (O Imparcial)

Aulas na rede pública do MA retornarão a partir do dia 2 de agosto

O governador Flávio Dino flexibilizou as normas sanitárias e ampliou o funcionamento de estabelecimentos, decretando abertura de cinema e teatro e comunicando o retorno das aulas presenciais na rede pública estadual. As medidas foram anunciadas em coletiva, nesta terça-feira (20), no Palácio dos Leões.

As novas medidas sanitárias incluem retorno às aulas na rede pública estadual, a partir do dia 2 de agosto, no sistema híbrido – presencial e remoto; liberados cinema, teatro e igrejas; eventos com até 200 pessoas (ambiente fechado) e 400 (ambientes abertos e ventilados); administração pública com 100% da capacidade; grupos de risco vacinados retornam ao trabalho (exceto gestantes); e comércio, indústria, bares, restaurantes, supermercados, academias e shoppings podem funcionar sem restrição de horário. As medidas valem até dia 30 de julho.

O governador ressalta sobre a volta às aulas que será um processo progressivo. “Será de acordo com a realidade de cada escola e se trata de um acordo nacional entre os governadores. Avaliamos que, com a segunda dose, mediante protocolo de retorno progressivo, teremos condições de retorno às aulas. Vamos acompanhando e frisando que, é imprescindível, à rede estadual e também privadas, manter os protocolos sanitários, para que possamos fazer a retomada, como praticamente todos os países já fizeram”, enfatizou. Na rede municipal, o retorno deve se decidido pelos prefeitos.

A ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que chegou a ficar em mais 90%, estabilizou em 65% esta semana; já os leitos clínicos, reduziram a ocupação para 48%. A taxa de contágio no Maranhão também reduziu, ficando abaixo de 1%, na lista dos estados em queda da doença. Quanto aos municípios, 145 estão acima dos 85% de doses aplicadas. O Maranhão já recebeu 4,4 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19.

Governador amplia eventos fechados para 200 pessoas e abertos para 400

Flávio Dino informou agora pela manhã desta sexta-feira (20) a flexibilização de medidas restritivas no cambate ao novo coronavírus. Como é visível a queda dos índices com o avanço da vacinação, supermercados, academias, shoppings e igrejas podem funcionar normalmente como antes, ampliou de 150 para 200 pessoas em eventos fechados e 400 para ambientes abertos.

O governador deixou claro, porém, que o uso de máscara e o distantecimento ainda são obrigatórios. A pandemia ainda não cabou. Por isso pediu atenção especial para continuar avançando na vacina e nos cuidados sanitários para que não se volte com as mesmas medidas de restrições.

Para Dino, só a vacinação pode combater a pandemia e apelou para a importância do uso da segunda dose. Ele anunciou ainda a liberação de cinemas e teatros com até 400 pessoas e o uso de máscaras. Também foram liberados cinemas e teatros para até 400 pessoascom o uso da máscara.

Santa Rita: Hilton Gonçalo antecipa 2ª dose e convoca população a garantir imunização

A Prefeitura de Santa Rita já alcançou a marca de aplicação da primeira dose em 68% da população “vacinável”. Porém agora o foco é avançar na segunda dose e pensando nisso o prefeito Dr Hilton Gonçalo decidiu antecipar a vacinação de quem tomou a AstraZeneca.

Para quem já tomou a primeira dose entre 8 e 12 semanas, já pode procurar o drive-thru e o posto de saúde montado em frente a Prefeitura de Santa Rita.

“Aproximadamente 68% da população “vacinável “de Santa Rita já recebeu a primeira dose de vacina contra Covid-19. Mas precisamos avançar e lembro a todos: é necessário tomar a segunda dose. Portanto convoco a população de Santa Rita a concluir a imunização”, declarou Dr Hilton Gonçalo.

De acordo com o Ministério da Saúde, 25.011 doses já foram aplicadas em Santa Rita, sendo 17.960 primeiras doses e 7.051 segundas doses.

Covid-19: Braide anuncia cadastro para vacinação de jovens de 12 a 17 anos

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), anunciou neste domingo, 11, a abertura de cadastro de vacinação contra a Covid-19 para mais um grupo.

A capital maranhense será a primeira do Brasil a vacinar adolescentes.

Segundo o gestor, já podem proceder ao cadastramento jovens de 12 a 17 anos.

A data do início da imunização ainda será divulgada.

Maranhão apresenta redução das internações por Covid-19

O Maranhão apresentou queda no número de internações por Covid-19. Os leitos de UTI, que chegaram a ultrapassar os 90% de ocupação, estão em 69%; e os leitos clínicos, da média de 75%, caíram para 54% de taxa de ocupação. Os dados são da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e foram divulgados pelo governador Flávio Dino, em coletiva, nesta sexta-feira (9), no Palácio dos Leões. Na ocasião, atualizou ainda o cenário da doença no Maranhão. “Nossa visão é de continuidade da queda nas internações e sendo assim, de mais flexibilidades das restrições”, frisou o governador.

O Governo prossegue com os postos de vacinação para a segunda dose para profissionais da salvamento, forças armadas, educação e segurança, de órgãos estaduais e federais. Estão disponíveis, o drive thru do São Luís Shopping e IEMA Rio Anil, na capital; e em Imperatriz, drive thru do Shopping Imperial. E no sábado (10), na cidade de São João Batista, mais uma edição do Arraial da Vacinação.

Quanto mais pessoas protegidas com a segunda dose, melhor para toda sociedade. Precisamos construir a proteção coletiva. Destaco, mais uma vez, a importância da segunda dose na data marcada”, enfatizou o governador Flávio Dino.

Flávio Dino reforçou mais um sorteio do programa Dose Premiada, nesta sexta, às 16 horas. Participam, automaticamente, pessoas já imunizadas com a segunda dose da vacina contra a Covid-19. Serão distribuídos ao longo dos sorteios, 50 prêmios de R$ 1 mil; 20 prêmios de R$ 5 mil; e 5 prêmios de R$ 10 mil. “Essa premiação é um incentivo para que as pessoas se vacinem e retornem para a segunda dose”, pontuou. A lista de sorteados estará no site dosepremiada.ma.gov.br e informações: [email protected], além dos contatos (98) 2016-4344/2016-4345.

Sorteio do Dose Premiada será nessa sexta-feira (9) (Foto: Gilson Teixeira)

Mesmo com a queda nas internações, o Governo do Estado mantém o plano de ampliação da rede de saúde. Já concluiu e inaugurou a ampliação a capacidade do setor de hemodiálise no Hospital de Chapadinha, de 42 para 90 pacientes; e em Barra do Corda, amplo ciclo de obras de infraestrutura vai transformar o Hospital Municipal em Hospital Regional.

Medidas restritivas

O governador Flávio Dino atualizou as medidas restritivas, com algumas novas flexibilizações, devido à redução nas taxas de internações. Ficam permitidos eventos com até 150 pessoas, até 0h; administração pública estadual funciona com 80% da capacidade e igrejas, com 70%; grupos de risco vacinados retornam ao trabalho em 30 dias, nos setores públicos e privados, exceto gestantes; comércio e indústria, das 9h às 21h; bares e restaurantes, até às 0h; academias e supermercados, das 6h às 0h; shoppings, 10h às 22h. Estabelecimentos, em geral, funcionando com 70% da capacidade. As medidas valem para o período de 13 a 19 de julho.

Dino prorroga medidas e anuncia novas flexibilizações restritivas no MA

De acordo com Flávio Dino, em todo o Maranhão, estão permitidos a realização de eventos com até 150 pessoas, até 0h. A administração pública estadual funciona com 80% da capacidade. Já as igrejas, podem funcionar com 70% da sua capacidade. As medidas são válidas de 13 a 19 de julho.

Na Grande Ilha, pessoas que fazem parte do grupo de risco e que já foram vacinados contra a Covid-19, podem retornarão retornar ao trabalho após 30 dias, com exceção de gestantes, tanto no setor público quanto no privado. Comércio e indústria seguem com funcionamento autorizado das 9h às 21h.

A novidade anunciada por Flávio Dino é sobre o horário de funcionamento das academias na Grande Ilha, que podem voltar a funcionar até 0h. Os shoppings também podem voltar a funcionar, no horário normal, de 10h às 22h. Bares e restaurantes, também até à 0h.

Com informações do Imirante

Dino confirma ‘queda sustentável’ da ocupação de leitos de UTI no MA

De O Estado

O governador Flávio Dino (PSB) afirmou há pouco, em entrevista coletiva, que o Maranhão apresenta um quadro de “queda sustentável” na taxa de ocupação de leitos de UTI destinados exclusivamente para pacientes diagnosticados com o novo coronavírus.Ele também apontou a queda na taxa de letalidade da doença no estado e vinculou os números à elevação do percentual de vacinação contra o vírus no estado.

O chefe do Executivo apresentou gráficos com o atual cenário, e defendeu a ampliação de vacinação no estado.“Acompanhando, por intermédio da equipe de profissionais da Secretaria de Saúde, podemos verificar muito nitidamente a importância da vacina e da vacinação. Incrivelmente ainda há pessoas que não estão valorizando a vacina. Quero enfatizar o apelo para que haja um esforço coletivo nesta direção, abrangendo gestores públicos, empresas privadas, cidadãos, as igrejas, as entidades da sociedade civil para que com isso nós tenhamos um autêntico mutirão”, disse.

E completou, ao apontar para os gráficos: “Nós vemos aqui que houve um decréscimo no número de óbitos, na medida que a vacinação cresce. É, portanto, uma demonstração científica, cabal e indiscutível, quanto à importância da vacina”, disse.Ele também destacou o fato de a taxa de ocupação de leitos de UTI apresentar queda consistente no Maranhão.

“Nas últimas semanas nós temos uma queda sustentável, uma queda nítida na procura de leitos de UTI na rede estadual, mantida pelo Governo do Maranhão. E isso impacta positivamente também na taxa de letalidade, porque menos pessoas em UTI, significa que provavelmente nós teremos menos óbitos no futuro”, acrescentou.

Medidas restritivas

O governador do estado também anunciou a prorrogação de medidas sanitárias restritivas em todo o estado e na Ilha de São Luís.As medidas têm vigência de 13 a 19 de julho.Em todo o Maranhão, eventos ficam limitados a um público máximo de 150 pessoas; eventos podem ocorrer somente até 0h; a administração pública estadual funcionará com 80% da capacidade e igrejas somente podem funcionar com 70% da capacidade de lotação de espaço físico.

Já para a Ilha de São Luís, as restrições são as seguintes:

Grupo de risco vacinado pode retornar ao trabalho após 30 dias [exceto as gestantes], nos setores públicos e privados; comércio e indústria podem funcionar entre 9h e 21h; academia e supermercados podem funcionar das 6h à 0h; shopping, das 10h às 22h; bares e restaurantes podem funcionar somente até 0h; supermercados, academias, salões de beleza, bares e restaurantes podem funcionar com 70% da capacidade.

Maranhão recebe mais de 205 mil doses de vacinas contra a Covid-19

O Maranhão recebeu mais 205.240 doses de vacinas contra a Covid-19. São 82.250 doses de AstraZeneca, 68.000 da Janssen e 54.990 da Pfizer. As vacinas já começaram a ser distribuídas neste domingo (4) aos municípios da Grande Ilha e serão levadas para os demais municípios a partir desta segunda-feira (5), junto com os demais lotes que chegaram na última semana. Os imunológicos garantem a continuidade da campanha de imunização contra a doença no estado.

Ao chegarem em solo maranhense, as vacinas foram encaminhadas para a Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos do Maranhão, vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (SES), responsável pela distribuição dos imunizantes.

“A distribuição de todas as vacinas que chegaram na última semana será concluída até esta terça-feira. Estamos trabalhando com agilidade e compromisso para que todas as doses sejam, o mais rapidamente, entregues aos municípios para continuidade da vacinação contra a doença”, disse a superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Tayara Pereira.

A distribuição para os municípios do interior continua sendo realizada em parceria com a Secretaria de Estado de Segurança (SSP), através do Centro Tático Aéreo, por meio de dois helicópteros e um avião. As vacinas levadas das regionais aos municípios são transportadas em vans refrigeradas.

Públicos

As 82.250 doses de vacinas AstraZeneca são destinadas à aplicação da primeira dose em trabalhadores de transporte coletivo rodoviário e passageiros, urbano e de longo curso, e segunda dose em pessoas de 60 a 64 anos, e pessoas com comorbidades ou deficiência. Já as 54.990 doses da Pfizer chegam para a vacinação da população privada de liberdade e pessoas de 59 a 55 anos.

Entre os públicos a serem vacinados com a Janssen, de dose única, estão pessoas em situação de rua, caminhoneiros e pessoas de 59 a 55 anos. A imunização pode acontecer também de acordo com o andamento da vacinação nos municípios.

Com a nova remessa, o Maranhão já recebeu 4.206.350 doses de vacinas, sendo 1.304.540 doses da CoronaVac, 2.402.100 doses da AstraZeneca, 389.610 doses da Pfizer e 110.100 doses da Janssen.