Intervalo de vacina da Pfizer deve ser reduzido de 3 meses para 21 dias

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou à coluna da jornalista Mônica Bergamo, nesta segunda (26) que é “muito provável” que a pasta anuncie a redução do intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina da Pfizer no Brasil.

Em vez de esperar três meses pela segunda aplicação, os que foram ou ainda serão imunizados com a vacina receberão o reforço no intervalo de 21 dias.

O tempo é o previsto na bula da vacina da Pfizer, mas o Ministério da Saúde decidiu, no passado, ampliá-lo para três meses para conseguir imunizar mais rápido um maior número de pessoas com a primeira dose.

“Naquele momento, não tínhamos certeza da quantidade de doses de Pfizer que receberíamos neste ano e optamos por ampliar o número de vacinados com a primeira dose. Mas agora temos segurança nas entregas e dependemos apenas da finalização do estudo da logística de distribuição interna dos imunizantes para bater o martelo sobre a redução do intervalo da Pfizer para 21 dias”, afirma o ministro. “As simulações de logística já estão sendo finalizadas”, segue.

Maranhão recebe novas doses de vacinas da Pfizer e AstraZeneca

O Maranhão recebeu novas doses de vacinas para reforçar a campanha de combate à Covid-19. As 36.270 novas doses de Pfizer e 144.500 doses de AstraZeneca foram encaminhadas à Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (CEADI-MA) da Secretaria de Estado da Saúde (SES), onde serão separadas para a distribuição aos municípios.

“Temos agilizado a organização das vacinas que chegam semanalmente para envio imediato aos municípios maranhenses. Dessa forma, honramos com o nosso compromisso de entregar os imunizantes em segurança, para que a vacinação da população seja realizada o mais rápido possível”, conta o secretário adjunto de Articulação Institucional da SES, Tiago Fernandes.

As vacinas da Pfizer são armazenadas em ultrafreezers, aparelhos que garantem a conservação adequada da vacina e podem chegar a temperatura de -86°. A remessa é destinada a primeira dose de pessoas entre 50 e 54 anos, pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente, além da aplicação da segunda dose.

Já as 144.500 doses de AstraZeneca, chegam para a primeira dose de pessoas entre 50 e 54 anos e continuação do esquema vacinal, com a aplicação da segunda dose. A imunização pode acontecer também de acordo com o andamento da vacinação nos municípios.

As remessas desta quarta-feira (21) somam-se às 97 mil doses que chegaram nesta terça-feira (20), sendo 36.400 de AstraZeneca e 60.600 de CoronaVac. Até a sexta-feira (23), o Governo terá concluído a distribuição dos imunizantes que chegaram nesta semana.

Com a nova remessa, o Maranhão já recebeu 4.681.400 doses de vacinas, sendo 1.385.540 doses da CoronaVac, 2.714.250 doses da AstraZeneca, 471.510 doses da Pfizer e 110.100 doses da Janssen.

Nova remessa de vacinas contra a Covid-19 chega ao Maranhão

Chegaram ao Maranhão, nessa terça-feira (20), novas doses de vacinas contra a Covid-19. São 97 mil, sendo 36.400 de AstraZeneca e 60.600 de CoronaVac, que irão reforçar a campanha de vacinação contra a doença no estado. Assim que chegaram em solo maranhense, os imunizantes foram encaminhados para a Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi-MA), onde serão separados para a distribuição aos municípios.

“As vacinas serão levadas aos municípios ainda nesta semana. A logística adotada pelo Governo do Estado tem permitido que os imunizantes sejam rapidamente entregues para que possam ser, o quanto antes, usados para proteger a população”, disse o secretário adjunto de Articulação Institucional da SES, Tiago Fernandes.

As vacinas chegam para dar continuidade à imunização das pessoas de 50 a 54 anos, ou das faixas etárias definidas pelos municípios, conforme avanço da vacinação. A distribuição de vacinas aos municípios para a continuidade da campanha será realizada ao longo desta semana, com início nesta quarta-feira (21).

A distribuição continua contando com a parceria da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), que realiza o transporte das vacinas com auxílio de um helicóptero do Centro Tático Aéreo (CTA), e garante a segurança do trajeto. Para o transporte, também são utilizados um avião e vans refrigeradas.

Com a nova remessa, o Maranhão já recebeu 4.500.630 doses de vacinas, sendo 1.385.540 doses da CoronaVac, 2.569.750 doses da AstraZeneca, 435.240 doses da Pfizer e 110.100 doses da Janssen. Há ainda, para esta quarta-feira (21), a previsão de chegada de 144.500 novas doses de vacinas AstraZeneca e 36.270 doses de Pfizer. (O Imparcial)

Governador amplia eventos fechados para 200 pessoas e abertos para 400

Flávio Dino informou agora pela manhã desta sexta-feira (20) a flexibilização de medidas restritivas no cambate ao novo coronavírus. Como é visível a queda dos índices com o avanço da vacinação, supermercados, academias, shoppings e igrejas podem funcionar normalmente como antes, ampliou de 150 para 200 pessoas em eventos fechados e 400 para ambientes abertos.

O governador deixou claro, porém, que o uso de máscara e o distantecimento ainda são obrigatórios. A pandemia ainda não cabou. Por isso pediu atenção especial para continuar avançando na vacina e nos cuidados sanitários para que não se volte com as mesmas medidas de restrições.

Para Dino, só a vacinação pode combater a pandemia e apelou para a importância do uso da segunda dose. Ele anunciou ainda a liberação de cinemas e teatros com até 400 pessoas e o uso de máscaras. Também foram liberados cinemas e teatros para até 400 pessoascom o uso da máscara.

Santa Rita: Hilton Gonçalo antecipa 2ª dose e convoca população a garantir imunização

A Prefeitura de Santa Rita já alcançou a marca de aplicação da primeira dose em 68% da população “vacinável”. Porém agora o foco é avançar na segunda dose e pensando nisso o prefeito Dr Hilton Gonçalo decidiu antecipar a vacinação de quem tomou a AstraZeneca.

Para quem já tomou a primeira dose entre 8 e 12 semanas, já pode procurar o drive-thru e o posto de saúde montado em frente a Prefeitura de Santa Rita.

“Aproximadamente 68% da população “vacinável “de Santa Rita já recebeu a primeira dose de vacina contra Covid-19. Mas precisamos avançar e lembro a todos: é necessário tomar a segunda dose. Portanto convoco a população de Santa Rita a concluir a imunização”, declarou Dr Hilton Gonçalo.

De acordo com o Ministério da Saúde, 25.011 doses já foram aplicadas em Santa Rita, sendo 17.960 primeiras doses e 7.051 segundas doses.

Covid-19: Braide anuncia cadastro para vacinação de jovens de 12 a 17 anos

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), anunciou neste domingo, 11, a abertura de cadastro de vacinação contra a Covid-19 para mais um grupo.

A capital maranhense será a primeira do Brasil a vacinar adolescentes.

Segundo o gestor, já podem proceder ao cadastramento jovens de 12 a 17 anos.

A data do início da imunização ainda será divulgada.

Maranhão apresenta redução das internações por Covid-19

O Maranhão apresentou queda no número de internações por Covid-19. Os leitos de UTI, que chegaram a ultrapassar os 90% de ocupação, estão em 69%; e os leitos clínicos, da média de 75%, caíram para 54% de taxa de ocupação. Os dados são da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e foram divulgados pelo governador Flávio Dino, em coletiva, nesta sexta-feira (9), no Palácio dos Leões. Na ocasião, atualizou ainda o cenário da doença no Maranhão. “Nossa visão é de continuidade da queda nas internações e sendo assim, de mais flexibilidades das restrições”, frisou o governador.

O Governo prossegue com os postos de vacinação para a segunda dose para profissionais da salvamento, forças armadas, educação e segurança, de órgãos estaduais e federais. Estão disponíveis, o drive thru do São Luís Shopping e IEMA Rio Anil, na capital; e em Imperatriz, drive thru do Shopping Imperial. E no sábado (10), na cidade de São João Batista, mais uma edição do Arraial da Vacinação.

Quanto mais pessoas protegidas com a segunda dose, melhor para toda sociedade. Precisamos construir a proteção coletiva. Destaco, mais uma vez, a importância da segunda dose na data marcada”, enfatizou o governador Flávio Dino.

Flávio Dino reforçou mais um sorteio do programa Dose Premiada, nesta sexta, às 16 horas. Participam, automaticamente, pessoas já imunizadas com a segunda dose da vacina contra a Covid-19. Serão distribuídos ao longo dos sorteios, 50 prêmios de R$ 1 mil; 20 prêmios de R$ 5 mil; e 5 prêmios de R$ 10 mil. “Essa premiação é um incentivo para que as pessoas se vacinem e retornem para a segunda dose”, pontuou. A lista de sorteados estará no site dosepremiada.ma.gov.br e informações: [email protected], além dos contatos (98) 2016-4344/2016-4345.

Sorteio do Dose Premiada será nessa sexta-feira (9) (Foto: Gilson Teixeira)

Mesmo com a queda nas internações, o Governo do Estado mantém o plano de ampliação da rede de saúde. Já concluiu e inaugurou a ampliação a capacidade do setor de hemodiálise no Hospital de Chapadinha, de 42 para 90 pacientes; e em Barra do Corda, amplo ciclo de obras de infraestrutura vai transformar o Hospital Municipal em Hospital Regional.

Medidas restritivas

O governador Flávio Dino atualizou as medidas restritivas, com algumas novas flexibilizações, devido à redução nas taxas de internações. Ficam permitidos eventos com até 150 pessoas, até 0h; administração pública estadual funciona com 80% da capacidade e igrejas, com 70%; grupos de risco vacinados retornam ao trabalho em 30 dias, nos setores públicos e privados, exceto gestantes; comércio e indústria, das 9h às 21h; bares e restaurantes, até às 0h; academias e supermercados, das 6h às 0h; shoppings, 10h às 22h. Estabelecimentos, em geral, funcionando com 70% da capacidade. As medidas valem para o período de 13 a 19 de julho.

Arraiais da Vacinação são essenciais para acelerar imunização contra Covid-19, diz Othelino

Deputado Othelino Neto, presidente da Assembleia Legislativa

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), falou, durante a sessão remota desta terça-feira (22), sobre a importância do ‘Arraial da Vacinação’, promovido pelo Governo do Estado, como medida para acelerar a imunização com a primeira dose em diversos municípios maranhenses e, também, nas áreas mais periféricas da capital.

O parlamentar afirmou, ainda, que não há retenção de vacinas no Estado e que, independente de posicionamento político-partidário, é essencial que a vacinação chegue a todos os cidadãos e cidadãs.

O ‘Arraial da Vacinação’ na Cidade Olímpica, em São Luís, por exemplo, conseguiu atingir quatro mil pessoas em um único dia. No final de semana passado, milhares de pessoas vacinaram nos mutirões realizados também nos municípios de Pinheiro, Imperatriz, São João dos Patos, além dos outros já promovidos em Açailândia, Santa Inês e Timon. Em cada ação dessa são 4, 5, 6, 8 mil pessoas a mais vacinadas”, ressaltou Othelino Neto.

O chefe do Legislativo disse que cada edição do Arraial deve ser festejada, uma vez que representa mais pessoas vacinadas com a primeira dose, o que também reflete na redução da faixa etária da imunização. “Toda a mobilização que é feita pelo governo e as prefeituras estimula a vacinação e promove o avanço no processo de imunização nos municípios maranhenses”, completou.

segunda dose

Othelino também chamou a atenção para a importância de serem realizadas campanhas permanentes para que as pessoas tomem a segunda dose do imunizante. Ele ressaltou que ainda há uma quantidade significativa de pessoas que não estão completando a ciclo de imunização, muitas vezes por falta de informação.

Eu até tenho sugerido a alguns prefeitos que façam uma espécie de busca pelos contatos deixados nos cadastros, a fim de que equipes dos municípios possam contatar essas pessoas e chamar para a segunda dose. Nós sabemos que só com a primeira aplicação não existe uma imunização segura e completa”, assinalou.

Braide acompanha vacinação contra Covid na semana em que jovens de 19 e 18 anos serão vacinados na capital

São Luís iniciou mais uma semana da campanha de vacinação contra Covid-19 sendo destaque nacional como a capital brasileira mais adiantada na imunização por faixa etária sem comorbidades. Nesta segunda-feira (21), está sendo vacinado o público de 19 anos e amanhã, terça-feira (22), é a vez de quem tem 18 anos.

A vacinação está ocorrendo nos nove pontos de imunização montados pela Prefeitura. O prefeito Eduardo Braide acompanhou o atendimento desta manhã no Centro Municipal de Vacinação (CMV) Multicenter Sebrae, avaliou as estratégias que fizeram da capital referência nacional na vacinação e destacou as próximas etapas da campanha.

Foto: Divulgação“Começamos a semana com São Luís sendo destaque na imprensa nacional por causa da campanha de vacinação contra Covid-19. Nós já estamos com 78% da nossa população adulta vacinada com a primeira dose. Nosso lema desde o início da campanha tem sido: basta ter vacina que vai parar no braço. Começamos a trabalhar no nosso Plano Municipal de Vacinação ainda no ano passado para garantir que assim que as vacinas ficassem disponíveis fossem aplicadas de forma rápida e organizada. Vamos seguir com todas as estratégias adotadas até aqui para que possamos vacinar a nossa população com as duas doses da vacina e superarmos essa crise sanitária”, destacou o prefeito Eduardo Braide, enaltecendo que o feito é resultado de muito planejamento e trabalho.

O estudante Matias Freitas foi um dos jovens de 19 anos vacinados com a primeira dose da vacina contra a Covid na manhã desta segunda-feira (21), em São Luís. “Agora eu estou mais tranquilo. Depois que vier a segunda dose, então, vai dar para voltar à rotina normal”, comentou.

Foto: DivulgaçãoCom a vacinação do público de 19 anos ao longo de todo o dia de hoje e de 18 anos ao longo de amanhã, São Luís será a primeira capital brasileira a ter sua população adulta (a partir de 18 anos) a ter tomado a primeira dose de vacina contra Covid-19.

Para avançar de forma rápida na vacinação, a gestão do prefeito Eduardo Braide montou diversas estratégias em seu Plano Municipal de Vacinação, que segue todas as diretrizes do Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde.

A principal delas foi montar centros municipais de vacinação em diversas regiões da cidade e com grande capacidade de atendimento. Com isso foi possível descentralizar o atendimento, facilitar o acesso da população à vacina e atender um grande número de pessoas de forma rápida, organizada e segura. Em um único dia, São Luís chegou a vacinar mais de 22 mil pessoas.

Foto: DivulgaçãoCom a instalação de nove pontos exclusivos de vacinação contra Covid-19, São Luís conseguiu avançar na imunização sem comprometer os demais serviços de saúde municipais, já que a estrutura da campanha não utiliza as unidades básicas de saúde.

Com isso, todos os atendimentos da atenção primária, ambulatorial, urgência e emergência continuam sendo prestados normalmente. Esta organização permitiu ainda criar unidades exclusivas para o atendimento a síndromes gripais leves, disponibilizar 120 leitos de internação para o tratamento da doença, incluindo Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ambulatório para o atendimento de quem ficou com sequelas da Covid-19 e ainda seguir com a campanha de vacinação contra Influenza/H1N1.

Com a confirmação da variante indiana em tripulantes de um navio fundeado no litoral de São Luís, o prefeito Eduardo Braide requereu e recebeu doses extras de vacina do Ministério da Saúde para que pudesse iniciar uma vacinação em massa na capital por faixa etária. Com um maior público sendo convocado para vacinar, a Prefeitura criou e disponibilizou o Filômetro, plataforma por meio da qual o cidadão pode verificar o melhor lugar onde tomar sua vacina.

“Vamos finalizar a vacinação por faixa etária e iniciar as segundas chamadas para quem ainda não conseguiu tomar a primeira dose da vacina. Nossa meta é vacinar com a primeira dose 100% de nossa população adulta até o início do próximo mês. Vamos reforçar a importância da segunda dose e trabalhar para atender a estas pessoas. Além disso, já estamos fazendo o planejamento para vacinar os adolescentes de 12 a 17 anos. A Anvisa já liberou o uso da vacina da Pfizer para este público, mas ainda é preciso o Ministério da Saúde incluir esta faixa etária no Plano Nacional de Imunização e disponibilizar as doses de vacina necessárias. Assim que isto ocorrer vamos vacinar todos com a mesma rapidez com que temos atendido desde o início da campanha”, assegurou o prefeito Eduardo Braide.

Foto: DivulgaçãoA campanha de vacinação contra Covid-19 começou dia 19 de janeiro em São Luís. Cinco meses após o início de todo este trabalho e sendo referência nacional como a capital brasileira mais adiantada na imunização de sua população. Desde então, 573.144 mil pessoas já receberam a primeira dose da vacina contra o novo Coronavírus. E 114.992 mil pessoas já estão imunizadas com as duas doses.

Calendário de vacinação contra Covid-19 em São Luís: 

Terça-feira (22): 18 anos
Pontos de vacinação – 8h às 18h

  • Centro Municipal de Vacinação – Multicenter Sebrae
  • Centro Municipal de Vacinação – UNDB (Ginásio)
  • Drive-thru – Espaço Reserva (ao lado do Shopping da Ilha)
  • Centro Municipal de Vacinação UEMA
  • Drive-thru – UEMA
  • Drive-thru – Ceuma Renascença
  • Centro Municipal de Vacinação – UFMA
  • Drive-thru – UFMA
  • Centro Municipal de Vacinação Senai BR 135

Ana Paula comemora avanço na imunização em Pinheiro

A vice-prefeita de Pinheiro, Ana Paula Lobato (PDT), acompanhada do prefeito Luciano Genésio e do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), visitou, no domingo (20), o Arraial da Vacinação, realizado pelo Governo do Estado, na escola Pedro Lobato.

No Arraial da Vacinação, solicitado pelo chefe do Legislativo, junto ao secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, foram aplicadas 5 mil doses de vacinas contra a COVID-19, entre a AstraZeneca (adultos a partir de 25 anos) e a Pfizer (gestantes e puérperas), nas salas de aula e pelo sistema drive thru.

“Agradeço ao Governo do Estado e, especialmente, ao presidente Othelino. Até o início da tarde, a vacinação estava sendo para adultos a partir de 30 anos de idade, depois conseguimos diminuir para os 25 anos. Um avanço importante e significativo, que nos aproxima, cada vez mais, da imunização total”, enfatizou Ana Paula.

O prefeito Luciano Genésio destacou a importância do evento, que contou, ainda, com a apresentação de grupos folclóricos tradicionais locais e decoração à caráter. “Há pouco tempo estávamos na faixa dos 70 anos de idade, agora já estamos vacinando pessoas com 25 anos ou mais. Com mais gente sendo imunizada estamos conseguindo estabilizar os leitos de UTI, os óbitos começaram a diminuir. E, nesta semana, mais vacinas devem chegar. Isso tudo se deve ao trabalho sério de nossos representantes, que têm articulado essas vacinações”, disse.

Segundo Othelino, a ideia de levar o Arraial foi para que a cidade de Pinheiro pudesse avançar na faixa etária de vacinação. “E conseguimos! Durante nossa visita, já estavam sendo vacinadas pessoas a partir de 25 anos. Meus cumprimentos às equipes da Prefeitura e Governo pela organização! Foi essa junção de forças que nos permitiu avançar”, acentuou o parlamentar.

Já o secretário municipal de Saúde, Fred Lobato, falou da parceria com o Governo do Estado, que segundo ele, tem ajudado a alcançar mais pessoas na vacinação. “Com esse apoio, logo sairemos dessa taxa negativa. Dias piores já vivemos e dias melhores virão! Em breve, vacinaremos o maior número de pinheirenses para voltarmos a conviver tranquilamente”, ressaltou.

Acompanharam a comitiva na visita ao Arraial, outros secretário do município, vereadores, equipes da Secretaria de Estado da Saúde e da Prefeitura de Pinheiro, além de outras lideranças políticas.