TUDO PASSA

TUDO PASSA

 

Eu te falei, amor, da relatividade;

que a   vida é só um sopro

e  depois é só saudade.

Eu te falei, amor, da tua insensatez;

que o amor tem hora e vez

e você só diz depois.

Eu te falei,  amor, que a vida é tão fugaz;

se hoje eu te quero tanto,

amanhã,  não quero mais.

Não quero mais saber da tua vida,

sei que és mulher fingida,

tem duas caras, tem seu preço,

teu amor é fantasia,

não merece a minha poesia.

Minha bela menina,

na vida tudo passa;

se vem depois dos males, aventura,

vem depois do vinho, a ressaca.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *